fbpx

NÃO comece com o CRONOGRAMA!

Receba conteúdos gratuítos e exclusivos com prioridade

Sabemos da dinâmica dos projetos da indústria, tudo é sempre para ontem e muitas vezes os projetos extrapolam os custos e tempo devido uma falta de planejamento mais assertivo.

Não digo que devemos ser extramamente controladores e detalhar ao máximo cada vírgula do projeto, digo para focarmos no que é importante e planejarmos bem isso.

Para sermos mais assertivos NÃO devemos começar pelo fim!

De fato somos cobrados para manter e entregar no prazo os projetos da indústria, os nossos superiores ou responsáveis pelos projetos sempre vão ficar no nosso “pé” (isso é normal e devemos nos acustumar). Entretanto, se conseguirmos gerenciar muito bem o cronograma teremos muito mais foco e menos pressão sobre nossos ombros.

Antes de dedicarmos nossa energia no cronograma, devemos alinhar e levantar as necessidades com todas as áreas envolvidas naquele projeto. Isso mesmo, o bendito LEVANTAMENTO DE ESCOPO.

Parece ser simples e lógico que é necessário levantar o escopo, porém se deparamos todos os dias om uma solicitação de projeto em um e-mail ou em uma reunião, onde acabamos indo no automático e já começamos a fazer um cronograma com base nessas poucas informações.

Então é simples, levante as necessidades através de reuniões com as áreas, brainstorming, mapeamento de processos ou qualquer outro método que você usa na empresa. O importante é saber o que deve ser feito primeiro e depois podemos elencar o esforço para cada atividade.

Mas os superiores e responsáveis só querem saber do cronograma, e agora?

É um grande desafio, porém o mais importante é não ser a barreira, ser transparente e compartilhar os riscos.

 

Veja o exemplo de fala:

“Chefia, após entender a solicitação/projeto percebi que existem diversos pontos a serem detalhados ainda, tais como: como e quem fará a instalação do equipamento e onde iremos colocar esse material.

Se o objetivo é darmos uma estimativa macro (com grande margem de erro), podemos reunir as pessoas e levantar esse prazo, porém creio que esse projeto é muito importante para organização e nós não podemos dar um prazo maior ou até menor do real.

Em até X dias eu consigo detalhar os principais pontos do trabalho e consigo estimar o prazo o mais próximo do real, o que acha?”

Nessa fala podemos perceber que não negamos logo de início e fomos atrás de informação para entender se é possívle dar o prazo mesmo sem detalhar todo o escopo, além disso fomos transparentes e mostramos pontos não definidos, por fim compartilhamos o risco de errar ou detalhar mais (isso mostra o engajamento).

Até mais e bom projeto para você!

Pulicado por Paulo Braga

Veja também

Scroll Up